Diário Weasley 

Aqui está um pouco sobre os nossos dias tediosos, se divirtam com as nossas estupidezas!

                Estávamos na casa do Lee assistindo ao filme Uma Mente Brilhante enquanto o irmão mais novo de Lee, Felipe, passava mal. Comemos bolo de chocolate, queimamos pipoca…

                De repente, o carinha do filme deu uma babada e o Fred gritou:

                ­­­- Aaaaaah, que nojo!

                E então, como num filme de terror trash, Felipe começou a vomitar muito. Ele estava tão mal que dava pra saber TUDO o que ele almoçou: o arroz, o feijão e até mesmo os pedacinhos de salsicha! Até o cheiro dizia que ele tinha almoçado muito bem.

                Agora, o que era pior: o menino vomitando as tripas, a irmã (Lee) correndo para longe morrendo de nojo ou os dois amigos patetas rindo do menino?

[comentário do George] Pois é, acho mesmo que somos o Fred e o George…

[comentário do Fred] Trollagem no nível máximo!

—————

Foi inevitável

Meu pai chegou de sei lá onde ele estava e eu como sempre estava no computador, ele me olhou repreendedor e perguntou:

- Depois de todo esse tempo? Eu sai por mais de quatro horas e você não sai desse computador. - Eu automaticamente respondi: - Sempre. - Aí eu reparei no que tinha falado e pensei “Eu tenho bosta na cabeça!”

[Conto verídico]

(Fred

—————

          Eu estava comendo misto-quente com o meu irmão. Enquanto comíamos, ele não parava de falar e eu fingia que dava atenção.

           E então, ele pergunta:

  O seu chute é muito forte?

  Não sei, eu nunca levei um chute de mim mesmo!

(George)

—————

Oh, Really?

Hoje quando George e eu estávamos indo pra escola ele me parou e disse: - Meu irmão mandou você ficar longe das paredes! - Eu, muito confuso perguntei o porquê, sabe qual foi a resposta? : Fred…, parede…, morte…

Há, muito engraçado! Tive uma overdose de tanto rir!

(Fred)

—————

           - Mãe, você viu quem morreu? A Amy Winehouse!

            - É, - falou minha mãe tristonha -, eu vi hoje de manhã.

            - Mas ela morreu hoje a tarde!

            #Mãe like a boss prevendo o futuro!

(George)

—————

            Aula de Física, tédio dominando e alunos bagunçando, menos dois que, por incrível que pareça, eram Fred e George.

            É, isso acontece…Nós estudamos!

            - Bem, o que você acha da Luna passar a mão pelo ombro da Ginny…? – Perguntou George.

            - Interessante, e depois? – Eu (Fred) comentei sem muito o que fazer.

            - Ah, sei lá…Que tal a Ginny falar “Te quiero, baby!”, e elas irem pro meio do mato?

[Comentário do Fred: Ponêis Malditos, lálálá]

—————

                Cheguei em casa depois de pegar uma foto do Kama-Sutra dos signos com um amigo todo animadinho para mostrar para minha mãe.

                Ela nem viu a foto e falou: - Cadê meu 69?

                Eu olhei para ela com uma PotterFace e perguntei como ela já sabia disso.

                - Porque que você acha que seu pai tinha um 69 tatuado no braço?

                [George: Meu pai tinha mesmo essa tatuagem, esses dias vi um vídeo e a porra do 69 tava lá. :O]

                [Fred: Porra, nem quero imaginar essa cena!]

                (George)

—————

                ~le nós~ tentando tirar fotos. Sábado vocês vão ver no que deu. Nós simplesmente não sabíamos como tirar, e acabou saindo tudo muito engraçado (agora eu falei que nem os manos de propaganda querendo que as pessoas comprem o produto LOOOOL).

                De lá do quarto a gente nem se ligou, mas assim que colocamos o pé no “corredor” (aquilo é pequeno demais para ser um corredor, vai na minha [George]) já deu pra sentir o cheiro doido de queimado.

                - O que você queimou, mãe? – perguntou Fred.

                - A ~le linguiça~ - respondeu George sentando em frente do computador para o tumblr.

                Fred entra na cozinha e leva um susto: as linguiças foram completamente torradas e a casa ficou cheia de fumaça.

                (Fred&George)

—————

            Era dia de festa na escola e o George, umas meninas e eu, Fred estávamos conversando quando de repente surge o assunto Harry Potter. (É claro que o George e eu dominamos o assunto).

            - Nossa, pensa numa pessoa que chorou quando viu o logo da Warner…, foi eu. – Disse o George para o grupo.

            - Essa é aquela menina do banheiro, né? – perguntou uma das meninas.

            - Quem? – George pediu.

            - Essa logo da Warner, é aquela fantasma, não é? – Espanto, espanto, espanto.

            - COMO ASSIM? VOCÊ ACHA QUE A LOGO DA WARNER É UMA PERSONAGEM?

               (Fred&George)

—————

                Estávamos no CEPRO quando eu vejo uma menina reclamando de dor de cabeça. Idiota como sempre, eu falo pra ela:

                — Ah, abre as pernas que passa.

                Ela olhou pra mim e falou:

                — Sério?

                #OOOOH MY GOOOOOO!

                 (George)

 —————

                Eu estava passando mal e fui ao médico com a minha mãe (odeio médicos! :@).

                A gente tava lá de boa conversando enquanto o médico não chamava a gente, minha mãe no celular, eu lendo mangá…

                Ai minha mãe me olha com uma cara super séria e fala:

                — Filha, senta na pontinha do banco. Vem um monte de gente doente aqui.

                — E o que é que isso tem a ver com sentar na ponta do banco? – perguntei sem entender.

                — Filha, o cú respira!

                (George)

—————

                Fim de semana na casa do meu padastro, eu, o meu irmão e a Angelina. Eu e a Angelina dormimos juntos, com o meu irmão na mesma cama querendo ir pro nosso meio.

                De manhã, eu e meu irmão acordamos e a Angelina continuou dormindo, e continuamos conversando de boa.

                Do nada a Angelina levanta a cabeça com um olho semicerrado e o outro meio abert, com o cabelo todo bagunçado e falou:

                — Meu Deus! Eu to  dormindo no chão! – enquanto eu e meu irmão riamos, ele olhava pra nós dois completamente confuso. Tentando entender, ele perguntou:- Que foi? Meu cabelo ta bagunçado? – e foi ai que eu e meu irmão caimos ainda mais na gargalhada.

                Pouco depois eu levantei pra ir ao banheiro e olhei pras barras da minha calça. Elas estavam dobradas! E então eu falei:

                — Meu Deus! Dobraram as barras da minha calça!

                (George)

—————

                ~Le eu e le Fred~ na escola, intervalo.

                Como sempre nós dois estávamos no nosso cantinho isolado, e por um azar incrível as meninas do fundão da nossa sala foram lanchar perto de nós.

                Para variar, eu e o Fred ficamos conversando sobre Harry Potter, se não me falha a memória estávamos falando sobre o Ron não poder morar na minha casa (porque lá tem aranhas e porque eu não quero que ele coma toda a minha comida. Maldito estômago Weasley!).

                Foi então que eu percebi que uma das meninas estava olhando para nós, rindo. Eu olhei para ela e falei em seguida para o Fred:

                — Cara, ela está usando Orelhas-Extensíveis! – olhei para a menina e falei – É muito feio bisbilhotar a conversa dos outros! E principalmente com magia! Você está usando magia fora de Hogwarts! Vai ser levada para Azkaban por isso!

                Ela me olhou e caiu na gargalhada. Falou algo para as amigas (o que eu não entendi) e as três começaram a rir e zombar da nossa cara sem se importar que nós ainda estávamos lá.

                Sinceramente eu fiquei realmente muito brava enquanto uma delas me perguntavam em que mundo nós vivíamos e que já estamos no século XXI.

                Eu só não a mandei ir tomar no cú porque a minha “educação” não me permitiu, mas me permitiu algumas patadas e que nós continuássemos nossa conversa como se elas não estivessem lá.

                (Narrado por George. Fred&George)

—————

                ~Le eu e le Fred~ na escola, em um dia especialmente chato e cheio de sono e brizas.

                Então, o Fred olhou para mim e falou:

                — Poxa, George! Eu que morro e você que vira santo?

                #Só para os fortes nível 1000!

                (Fred&George)

—————

            Eu estava no meu quarto quando de repente entra um sms da minha mãe e, de primeira, eu não a entendi.

            Ai, como dizia respeito ao meu irmão, eu fui até ele e falei:

            — Hey, Achiles. Tem um sms da mãe aqui que eu não entendi… Óh, é assim: “filha, pergunta pro Achiles qual é o livro que ele queria… Mas pergunta como quem não quer nada…” – nesse momento eu entendi o sms, mas já era tarde demais.

            (George)

—————

                Era por volta das três horas da manhã, eu e a Angelina estávamos assistindo televisão, quando a Angelina tira o som da TV e fica ouvindo atentamente. Pensou ter ouvido algo no portão. Nada.

                Depois de alguns minutos, ela tirou o som novamente, e, de repente, escutamos algo – vindo do quarto de seus pais - que ficará em nossas mentes eternamente.

                NHEC! NHEC! NHEC!

                Não aguentamos e começando a rir, ouvimos um barulho de batida de cabeça na parede e depois, silêncio.

                (George)

—————

                Estava no mercado com meu irmão e com a Angelina. Havia uma família fazendo compras, e então o menino mais novo olha para o Sucrilhos e diz:

                — Ah, Suchilhos! Compra mãe? – a mãe se aproxima perguntando quanto está, e o garoto responde tristonho:- Tá R$6,00. Muito caro! Deixa pra lá.

                Eu achei aquilo muito engraçado (sim, tenho um humor negro) e falei pro meu irmão e pra Angelina. Muito maligno, meu irmão imediatamente bola um plano muito filho da puta.

                Fomos até o Sucrilhos e a Angelina fala:

                — Quanto tá o Sucrilhos?

                — Caramba! Tá mo barato! – fala o meu irmão.

                — Vamos comprar logo uns seis? – pergunta a Angelina enquanto o menino saia de perto nos encarando.

                E para finalizar, meu irmão olha para o menino e pergunta:

                — Tá barato, né?

                (George)


// · · Notes